Canal do Poder

Home /

Notícias

Projeto garante férias divertidas dentro da escola em Chapecó

Quinta-feira, 7 de janeiro de 2016, 16h21min

Brincar nas férias, dentro da escola. Para mais de 200 alunos, de turmas do berçário ao pré-escolar da rede municipal de ensino, as atividades no recesso escolar estão acontecendo nas instituições educativas.

A partir do Projeto Colônia de Férias, os pequenos têm diversão garantida, alimentação saudável e de qualidade, além de ambiente seguro e confortável.

Neste ano a ação é desenvolvida em cinco Centros de Educação Infantil Municipal polos: Ceim Criança Feliz, no Bairro Efapi; Ceim Maria da Luz Borges, no Distrito de Marechal Bormann; Ceim São Pedro, no Bairro São Pedro; Ceim Pe-te-ca, no Bairro Seminário e Ceim Cristo Rei, no Bairro Cristo Rei. Todas as unidades pensadas logisticamente, para atender crianças de diferentes localidades do município.

As atividades são voltadas à recreação, à cultura, ao esporte e ao lazer, incentivam a ludicidade, a imaginação e a troca de experiências, proporcionando um espaço alegre e criativo.

“Por mais que estejam no espaço educativo, as crianças estão em férias, precisam descansar, preparar-se para o próximo ano letivo. E isso acontece brincando. É através da brincadeira que desenvolvem-se, constroem o conhecimento e as relações com o outro”, explica a Secretária Municipal de Educação, professora Astrit Tozzo.

Planejada ainda no segundo semestre de 2015, a colônia traz ações pedagógicos que priorizam o desenvolvimento integral dos alunos. Ao todo, uma equipe de 80 profissionais, entre professores, estagiárias, cozinheiras e serventes, trabalha para que tudo ocorra bem neste período.

Além disso, uma coordenação geral do projeto acompanha, através de articulação pedagógica, o que acontece e se desenvolve em todos os Ceim’s. “O recesso é muito importante para o amadurecimento das crianças e este é o objetivo. Garantir as férias das crianças e a tranquilidade dos pais”, enfatiza a Secretária Astrit.

Esta é a 11ª edição do projeto que iniciou ainda em 2006, para atender às solicitações da comunidade, entendendo que as políticas de atenção às crianças em vulnerabilidade social ou pessoal, se fazem necessárias. A colônia prossegue até o dia 29 de janeiro.