Canal do Poder

Home /

Notícias

Dresch vai pedir que Ministério Público Federal e Estadual investiguem irregularidades na recuperação da Ponte Hercílio Luz

Quarta-feira, 30 de setembro de 2015, 12h50min

O deputado estadual Dirceu Dresch (PT) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 29, para comunicar que irá  apresentar uma representação ao Ministério Público Estadual e ao Federal para apurar possíveis indícios de crimes e irregularidades na aplicação de recursos públicos nas obras de reforma da Ponte Hercílio Luz, na Capital. 

Em 33 anos, mais de meio bilhão já foi  gasto em obras de recuperação e a ponte segue fechada. "Há recursos federais e estaduais, por isso vamos requisitar os dois órgãos."

O deputado já encaminhou oficio ao Ministério Público de Contas, órgão vinculado ao Tribunal de Contas de Santa Catarina, solicitando cópia da investigação feita pelo órgão. 

A apuração comprovou que os gastos acumulados na recuperação da ponte Hercílio Luz desde 1982, ano em que foi interditada para tráfego, somam R$ 563 milhões em 16 contratos e inúmeros estudos técnicos. O documento também alerta para risco de a ponte cair a qualquer momento.

Atualmente o governo do Estado está gastando mais de R$ 10 milhões para finalizar a obra de sustentação do vão central da ponte, mas o governador Raimundo Colombo já anunciou que irá  gastar mais R$ 130 milhões no projeto de recuperação.

Para isso, o governo ainda precisa achar uma empresa que assuma os riscos.  Os recursos são oriundos de  empréstimos via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social  (BNDES). "Onde isso vai parar?

Seguem endividando Santa Catarina em uma obra sem fim, mas que gera lucro aos bolsos de alguns.  É o maior desperdício de dinheiro público da história do nosso estado e as pessoas envolvidas nisso precisam ser penalizadas, são 11 governos de omissão", fulminou Dresch.

O governador Raimundo Colombo prometeu entregar a ponte recuperada até 2014, em seu primeiro mandato.  Hoje a obra segue sem prazo para conclusão. "Os catarinenses estão pagando caro demais por essa obra.

Criou-se uma verdadeira "indústria" da ponte, a qual consome recursos público  milionários que fazem mais falta em outras regiões carentes de obras e de desenvolvimento", criticou Dresch.

CPI

Em 2014, o deputado Dirceu Dresch e o então deputado Sargento Soares chegaram a propor uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o gasto milionário na recuperação da Ponte Hercílio Luz, mas não conseguiram arregimentar assinaturas suficientes para abertura do processo. 

"O governo tem ampla maioria e, tirando o PT e outras duas ou três siglas, os demais partidos aqui representados eram governo ou deram sustentação aos 11  governos que foram negligentes com o maior cartão postal de Santa Catarina. 

Assim, uma CPI se torna algo distante, e nossa esperança recai nos órgãos de fiscalização", aponta o deputado. 

 Comparação

Dresch comparou o dinheiro aplicado na Ponte Hercilio Luz com outras obras de maior grande porte, como a ponte estaiada Anita Garibaldi, em Laguna. 

Os catarinenses precisam saber que os R$ 563 milhões já gastos na recuperação da Ponte Hercílio Luz, que tem 820 metros, equivalem a praticamente o  mesmo valor  da construção da Ponte Anita Garibaldi, na BR-101 que tem  2,8 quilômetros e foi inaugurada  este ano a um custo pouco superior a R$ 600 milhões.