Canal do Poder

Home /

Notícias

Deputado João Rodrigues pretende lutar pela reforma política

Terça-feira, 21 de outubro de 2014, 15h06min

Segundo ele, muitas mudanças ainda precisam ocorrer e, junto à bancada do partido, vai trabalhar para que elas ocorram. “A reforma política tem que sair do papel. É insustentável disputar uma eleição da forma que está. Precisamos também de um novo pacto federativo aumentando a receita dos municípios, terminando com as emendas parlamentares, para que o deputado cumpra a sua missão que é a de legislar, trabalhar projetos e fiscalizar o Executivo”.

Sobre a atual legislatura, Rodrigues destaca o Projeto de Lei Complementar (PLP) 103/11 como uma das principais propostas deste mandato. A proposta institui o Estatuto da Microempresa Rural e da Empresa Rural de Pequeno Porte. “Queremos transformar o pequeno produtor rural em um empresário do campo sem pagar mais impostos, ou seja, ficar inserido no mesmo patamar de contribuição tributária que tem hoje, mas com direito de construir uma pequena agroindústria na sua propriedade sem onerar o seu patrimônio”, justificou Rodrigues.

Ele também citou o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 1.489/14, que prevê a realização de um plebiscito para consultar a população sobre a possibilidade de redução da maioridade penal para 16 anos. “Apesar de ser considerado um tema polêmico, a redução precisa ser discutida sem preconceitos. A realização de um plebiscito definirá a real posição da população sobre esse assunto”, defendeu.

O deputado, que somou mais de 221 mil votos, credita o resultado, principalmente, ao trabalho realizado em prol da agricultura e da pesca quando secretário de Estado em Santa Catarina. “Só tenho a agradecer aos eleitores que me deram a honra de ser o segundo deputado federal mais votado no estado. Isso é fruto do trabalho como secretário de estado da agricultura e como deputado federal. Durante três anos cumpri a missão de cuidar da agricultura familiar e da pesca artesanal com políticas públicas capitaneadas pelo governador Raimundo Colombo”.