Canal do Poder

Home /

Notícias

A morte de Sidne Butka

Segunda-feira, 1 de junho de 2015, 0h21min

Com todo respeito a família que merece, a morte do chapecoense Sidne Butka em Brasília reascende uma questão que já estava esquecida. Butka era militante do PDT há muitos anos, nesse meio tempo trabalhou no Ministério do Trabalho, depois saiu.

Atualmente prestava assessoria na capital federal, onde era muito próximo do ex-ministro Carlos Lupi e do atual ministro Manoel Dias. Trabalhou também na última eleição para o deputado estadual Rodrigo Minotto. Com relação ao que estava esquecido, na gestão do PDT muitos milhões foram desviados, só em Santa Catarina uma ONG de Brusque foram em torno de R$ 19 milhões.

A pergunta que todo mundo faz: será que a morte de Butka não está relacionada a estes desvios? Pode ser que não, a gente não sabe o que realmente Butka fazia em Brasília. Acho que a polícia poderia começar por aí, quem sabe Butka sabia demais, por isso foi assassinado? Uma resposta que talvez jamais tenhamos, mas nunca é demais investigar onde a podridão já exalou e continua exalando um cheiro muito forte de corrupção. Só o tempo dirá, se dirá.