Canal do Poder

Home /

Notícias

Esportes radicais é tema da vereadora chapecoense Marcilei Vignatti

Terça-feira, 9 de dezembro de 2014, 19h52min

Skate, Bike ou Roller. Mais que esportes radicais, essas práticas esportivas são verdadeiras culturas, influenciando no modo de vida, na forma de se vestir, na maneira de falar e de agir demuitos jovens de Chapecó e de todo o país. Além disso, o esporte traz enormes benefícios sociais e econômicos para as cidades que investem neste setor.

Apesar  de  todas  essas  características  e  benefícios,  esportistas  de  Chapecó procuraram avereadora Marcilei Vignatti (PT) e relataram a falta de espaços adequados para a prática de esportes radicais, de visibilidade e apoio público. Marcilei então apresentou um requerimento na Câmara de Vereadores, solicitando uma reunião de trabalho para debater o tema.

O debate ocorreu na manhã desta terça-feira (9), com a presença do secretário de Esportes Clóvis Marinello, do vereador Mario Tomasi, do gerente técnico da Secretaria de Esportes Claudio Bissolotti, do presidente da UnichapElso de Almeida e de praticantes de skate e BMX (bike), além de representantes do Hip-Hop, que trabalham com jovens praticantes.

Entre os pontos levantados durante a reunião estão a falta de uma pista central em espaço público, que seja aberta a todos; adequações na pista do Verdão que não é ideal para iniciantes eque, de acordo com os skatistas, já está danificada, além da falta de segurança no local; há tambéma necessidade de apoio público para a realização de eventos do setor e reconhecimento.

Entre os encaminhamentos da reunião está a criação de um Grupo de Trabalho permanente,que inclusive deve se reunir novamente na primeira quinzena de fevereiro; encaminhar cópia dasdemandas ao Prefeito Municipal;  identificar terrenos para a construção de uma pista;  instituir aassociação que represente o setor;  criar o Conselho Municipal da Juventude, para que se possa captar recursos; pleitear mais espaços para prática de esportes, como o Centro de Artes e Esportes Unificados  (CEU);  buscar  novos  projetos  de  espaços  públicos  como  as  Praças  de  Juventude;instituir política de incentivo a eventos e política de inclusão social; e realizar a divulgação dosesportes radicais.

Avaliação Marcilei  destaca  a  necessidade  de  construir  e  manter  um diálogo  através  do  Grupo  deTrabalho  formado  pelos  participantes  da  reunião.  “Temos  que  pensar  em  soluções  para  asreivindicações desses jovens. Uma pista mais central, adequada, construída com orientação de quem pratica, é uma das necessidades.

Inclusive para incentivar eventos do setor. Estamos numa regiãocom potencial de eventos muito bom e isso precisa ser aproveitado, mas precisa da estrutura e de incentivo”, afirma.A vereadora salienta ainda a necessidade de trabalhar o reconhecimento e valorização dosesportes radicais e a importância de trabalhar com eles, e com o Hip-Hop, como forma de inclusão social.