Canal do Poder

Home /

Notícias

Cleiton Fossá apresenta requerimentos

Quarta-feira, 20 de julho de 2016, 19h20min

Durante o período de recesso parlamentar no mês de julho, o vereador Cleiton Fossá aproveitou para realizar visitas à comunidade. Na atividade interna do parlamento, ele apresentou dez requerimentos, todos de pedido de informações ao poder executivo. Os documentos serão analisados e votados na volta das sessões ordinárias, no início do mês de agosto.

No requerimento 173/16, Cleiton Fossá solicita informações sobre o entroncamento das avenidas Ernesto De Marco e Leopoldo Sander, lugar perigoso, cuja obra segue inacabada. No 174/16, o vereador pede detalhes sobre a estrutura de atendimento do Hospital da Criança; enquanto no 175/16, quer notícias sobre a falta de medicamentos nas Unidades de Saúde do Município.

Já no requerimento 176/16, Fossá solicita explicações sobre a falta de profissionais auxiliares destinados a atender crianças com algum tipo de deficiência, como determina a lei. No documento 177/16, o vereador requer que a prefeitura cumpra a legislação municipal e instale estruturas com acessibilidade para atender às pessoas com deficiências nos parques e praças.

A convocação e nomeação de vigias classificados no último concurso público municipal é tema do requerimento 179/16. No 181/16, Fossá solicita detalhes sobre a falta de manutenção e limpeza da área verde do Parque das Palmeiras. No documento 183/16, o vereador busca informação sobre a paralisação das obras do elevado entre as avenidas Atílio Fontana e Leopoldo Sander.

E no requerimento 182/16, Fossá quer que a prefeitura apresente o contrato firmado com empresa Concisa e todos os seus aditivos, referente à primeira fase de recuperação da malha viária de Chapecó; enquanto no 184/16, seja informado se a quantia de R$ 20 milhões do financiamento do Badesc para asfaltamento está inteiramente liberada e à disposição do poder executivo.

Fossá ressalta que todas as solicitações apresentadas são demandas da população ou que fazem parte das prerrogativas do vereador, de fiscalizar os atos e ações da administração municipal. “A prefeitura tem o dever e a obrigação de prestar contas de seus atos ou explicações sobre problemas, bem como, propor soluções. Estamos fazendo nosso papel de parlamentar”, diz.