Canal do Poder

Home /

Notícias

Colatto garante a defesa dos R$ 150 milhões para a Br 282

Quarta-feira, 6 de julho de 2016, 20h53min

Em reunião com 16 sindicatos e entidades que representam o Conselho das Entidades Empresariais de Chapecó (CEC), o deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC) recebeu ofício do presidente Clovis Spohr, com pedido para que defenda em âmbito federal, a manutenção de recursos no valor de R$ 150 milhões para adequação da BR 282 no trecho rodoviário entre Joaçaba e São Miguel do Oeste.

O pedido veio após informações de que o recurso, fruto de Emenda Impositiva 71260001 indicada pela Bancada Federal Catarinense ao Orçamento Geral da União para 2016 e aprovada pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, corre o risco de ser dividido com outras regiões que também necessitam de reparos e adequações em suas rodovias.

“Não temos conhecimento deste interesse em dividir o recurso e, caso este tema seja levado às reuniões da bancada, defenderemos a sua aplicação na BR 282”, disse Colatto. O Orçamento Impositivo torna obrigatória a execução do orçamento aprovado pelo Congresso Nacional.

Colatto é vice-presidente na Comissão de Transporte Rodoviário de Cargas na Câmara dos Deputados e, dentre as ações, abrange os temas ligados à má conservação das estradas brasileiras e a segurança nas rodovias.

Segundo ele, a emenda impositiva já foi objeto de indicação dos deputados, dentro de ação conjunta dos parlamentares e discutida  com o Ministério dos Transportes.

“A BR 282 é a rodovia com pior condição de trafegabilidade em Santa Catarina e carece de investimento urgente. Primeiro recuperar e depois duplicar”, comentou.

As entidades argumentam no documento que “a BR-282 necessita, urgentemente, de reparos no leito da via, alargamento em alguns locais e terceira pista em pontos de subida, especialmente para melhorar o fluxo de veículos e para a maior segurança dos usuários”.

ENTIDADES SOLICITANTES

O documento entregue ao deputado Colatto é também assinado pelos seus presidentes, da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), Josias Mascarello; da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Chapecó, João Carlos Benini; do Sindicato da Habitação do Oeste de SC (Secovi/Oeste); Paulo Jorge Lise; do Sindicato das Indústrias de Olaria (Sicec); Gilmar Badalotti; do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Chapecó (SIHRBASC), Carlos Roberto Klaus; do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico (Simec), Mario Luiz Nóri de Oliveira; do Sindicato das Indústrias Moveleiras (Simovale), Osni Carlos Verona; do Sindicato dos Produtores Rurais de Chapecó, Américo do Nascimento; do Sindicato  das Indústrias de Alimentos do Oeste Catarinense (Sindialimentos), Paulo Cesar Cerutti; do Sindicato  dos Contabilistas de Chapecó (Sindicont), Alcindo Oliveira Lopes; do Sindicato da Indústria do Material Plástico do Oeste Catarinense (Sindiplast), Djalma de Azevedo; do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Chapecó (Sindipostos), Sérgio Galli; do Sindicato da Indústria da Construção Civil e da Construção de Artefatos de Concreto Armado (Sinduscon),  Jean Carlo Baldi; do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Oeste Catarinense (Sintroeste), Dilmar Zito Zonta; do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e logística de Chapecó (Sitran), Deneraci Perin e do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom), Marcos Barbieri.

O mesmo pedido foi levado aos demais deputados federais da região oeste e senadores de SC, e também para a bancada estadual.