Canal do Poder

Home /

Notícias

Direito de resposta

Segunda-feira, 20 de junho de 2016, 9h42min

Prezado Senhor, 

Cumprimentando-o cordialmente, e levando em consideração o disposto na Lei nº 13.188, de 11 de novembro de 2015, que dispõe sobre o direito de resposta ou retificação do ofendido em matéria divulgada, publicada ou transmitida por veículo de comunicação social, venho por meio deste SOLICITAR direito de resposta em relação à matéria “Benesses do PT para Claudio Vignatti?” publicada na página Canal do Poder, no dia 17 de junho de 2016 às 11h23min, conforme segue:

“A matéria publicada traz acusações infundadas que explicitam o objetivo de infamar minha imagem como pessoa pública e também segue carregada de desinformação, pois projetos para construção e desenvolvimento de centrais hidrelétricas, sejam eles projetos de pequeno a grande porte, dependem da observância de uma série de requisitos legais, amplos processos de participação popular e controle público, tornando-se impossível qualquer tipo de favorecimento a qualquer pessoa. Pensar participação sem investimento é no mínimo ingenuidade.

Nos últimos anos, depois que terminei meu mandato como deputado federal, atuei na iniciativa privada, com exceção do período em que estive na Eletrosul. Contudo, independente do espaço de atuação, minha família sempre trabalhou com transparência e honestidade.

Saliento que liberdade de imprensa não pode ser confundida com liberdade para macular a imagem das pessoas sem que sejam oferecidas provas que possam trazer qualquer fundo de verdade à acusação.

Matérias como essas que Vossa Senhoria veicula, sem qualquer responsabilidade ou ética profissional, e que não se preocupam em ouvir a parte envolvida ou buscar o mínimo contraditório necessário para averiguar se tais ilações são verdadeiras, não merecem credibilidade, e acabam por não se diferenciar do que é comumente conhecido como fofoca. No entanto, como já aconteceu em outros casos, estamos tomando as providências judiciais a fim de que esse tipo de calúnia e difamação não se repitam.”

Certo de contar com vosso bom senso para cumprir o que determina a lei, permaneço no aguardo da publicação de minha resposta no site Canal do Poder, inclusive com o mesmo nível de destaque dado à matéria.
Atenciosamente,

CLAUDIO VIGNATTI