Canal do Poder

Home /

Notícias

Prefeito Buligon sanciona Plano Municipal de Mobilidade Urbana

Segunda-feira, 21 de março de 2016, 22h56min

O prefeito de Chapecó Luciano Buligon sancionou nesta semana a Lei nº 6.847 que Intitui o Plano de Mobilidade Urbana de Chapecó.

O anexo único da Lei é o Estudo Técnico que compreende 1.040 páginas e foi elaborado pelo LabTrans/UFSC,  Laboratório de Transportes e Logística ligado à Fepese (Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos), uma referência no país em estudos dessa natureza.

O documento na íntegra está disponível para download no portal do Município, link http://www.chapeco.sc.gov.br/imprensa/downloads.

A Lei destaca que o Plano de Mobilidade será revisado em cinco anos, quando deverá ser realizado um estudo complementar, com planejamento de ações específicas para a região da Efapi.

O texto também enfatiza que todos os projetos que envolvem a mobilidade urbana do município irão passar pela Câmara Técnica de Mobilidade Urbana e pelo Plenário do Conselho da Cidade, o ConCidade.

Quanto aos editais de concorrência ou concessão que envolvem qualquer área relativa à mobilidade urbana, devem estar obrigatoriamente de acordo com o Plano de Mobilidade Urbana.

Motivação do trabalho

O Plano é uma das ferramentas de gestão mais importantes para impulsionar o crescimento de Chapecó e planejar o município para os próximos anos.

Por meio de uma iniciativa da Prefeitura, desde 2013 Chapecó foi objeto do estudo científico que propôs soluções em mobilidade urbana, objetivando atender o fluxo de pedestres e motoristas que circulam hoje na cidade e a estimativa para próximas décadas.

“Chapecó é a única cidade de Santa Catarina que ao completar 100 anos terá mais de 200 mil habitantes. Por isso a Administração Municipal apostou neste Estudo, focado na organização e no planejamento da cidade em busca de mais de vida para toda a população”, destacou o Prefeito.

Buligon acrescentou que com a implementação das ações a curto, médio e longo prazos a tendência é que a cidade fique mais humana do que mecânica.

“A prioridade de todas as propostas são as pessoas. Buscamos soluções para que os moradores passem menos tempo no trânsito, pedalem e caminhem em novos espaços. Queremos inovar o transporte público e proporcionar ainda mais qualidade de vida às pessoas”, afirmou.

Principais Propostas

Estrategicamente o LabTrans objetivou propor alternativas para promover os modos sustentáveis de transporte em Chapecó e torná-los atrativos, a fim de diminuir a necessidade do uso do automóvel e fomentar a mudança de comportamento nas pessoas.

O Estudo que agora é Lei apresenta as diretrizes, as ações e as metas para a alteração da estrutura viária em alguns pontos do Município.

Entre as ações sugeridas estão:

* Criação de um sistema viário com ciclovias, ciclofaixas e vias compartilhadas (para ciclistas e pedestres) nos eixos principais e secuntários;

* Implementação de 13 kms de faixas exclusivas para ônibus do transporte coletivo urbano;

* Viabilização de dois novos Terminais;

* Redução progressiva das áreas de estacionamento na área central;

* Fechamento de cruzamentos;

* Revisão dos horários das operações de carga e descarga na área central;

* Construção de parques verdes, definindo uma taxa mínima de ocupação em todos os novos loteamentos, conforme já previsto no novo Plano Diretor;

* Sinalizações verticais e horizontais padronizadas;

* Diminuição das conversões à esquerda nos semáforos;

* Possibilidade de construção de um Calçadão na Avenida Getúlio Vargas, entre outras propostas.

Ações em processo de execução

Um das obras de mobilidade mais importantes e impactantes na rotina da população de Chapecó está em andamento com a orientação do Plano de Mobilidade Urbana: o recapeamento das vias estruturantes, acessos e principais avenidas.

R$ 40 milhões de reaisserão investidos na recuperação de trechos da malha viária onde o Estudo apontou maior necessidade. Juntamente com obras de drenagem e o novo asfalto, as vias recebem outros instrumentos de mobilidade.

A primeira Avenida em obras éa São Pedro, via de ligação do centro com o maior bairro de Chapecó, o Efapi, onde estão concentradas importantes Universidades, Agroindústrias e empresas de diferentes segmentos.

Além do pavimento totalmente recuperado, com nova pavimentação asfáltica, a Avenida São Pedro aos poucos estampa nova sinalização horizontal e vertical, calçada compartilhada para pedestres e motoristas e a redução progressiva da área de estacionamento de um dos lados.

Assim como o recapeamento, muitas ações sugeridas no Plano de Mobilidade Urbana de Chapecó demandam grandes investimentos, como a construção de novos Terminais Urbanos, por exemplo.

Entretanto, uma importante etapa foi vencida pela Administração Municipal. Com o Plano aprovado pela Câmara de Vereadores e sancionado pelo prefeito, o poder público municipal tem o embasamento técnico necessário para trabalhar a busca de recursos para as próximas ações a médio e longo prazos.